MENU

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

A ESPERANÇA NOS INTERPELA EM 2014

Ao Chegar em dezembro deparamos com o Natal, e este é a festa da caridade. A incondicional solidariedade do Pai com a humanidade toda, enviando-nos o seu próprio Filho inspira os festejos natalinos. Por maior que seja o consumismo, a tradição da caridade continua ainda a fazer parte do clima de Natal.

Quem consegue perceber essa dimensão do nascimento de Jesus «não está longe do Reino de Deus.» Quando se fala em caridade, não se pode deixar de lado a dignidade da pessoa humana. Jesus inúmeras vezes fala de compaixão.

O centro da solidariedade está na promoção e defesa da vida. Diante da população empobrecida, a alegre mensagem do nascimento da Criança de Belém precisa ser traduzida em gestos concretos. Expressiva é a solidariedade que é capaz de manifestar a caridade e a partilha. A solidariedade é uma das exigências do discipulado de Jesus Cristo. Quem acolhe o menor dos irmãos é ao próprio Mestre que está acolhendo.

Aos leitores do Boletim Diocesano um SANTO NATAL e 2014 de ESPERANÇA.

Dom Francisco Carlos da Silva
Bispo Diocesano

Nenhum comentário:

Postar um comentário