MENU

quarta-feira, 22 de maio de 2013

MAIO: Maria, Mãe das Mães


O Documento de Aparecida ressalta que é crescente em toda América Latina e Caribe as manifestações da religiosidade popular, especialmente a piedade eucarística e a devoção mariana (Dap nº 99b) e acrescenta que a inculturação da fé é um bem preciosos do tesouro espiritual da Igreja, que vai crescendo a cada dia mais; ‘‘com a inculturação da fé, a Igreja se enriquece com novas expressões e valores, manifestando e celebrando cada vez melhor o mistério de Cristo, conseguindo unir mais a fé com a vida, e assim contribuindo para uma catolicidade mais plena, não só geográfica mas também cultural. No entanto, esse patrimônio cultural latino-americano e caribenho se vê confrontando com a cultura atual, que apresenta luzes e sobras. Devemos considerá-las com empatia para entendê-la, mas também com postura crítica para descobrir o que nela é fruto da limitação humana e do pecado (Dap nº 479).
Nas festas de Maria, na oração do terço, nas coroações e homenagens feitas à mãe de Deus aparece de modo claro o valor de Maria na história da salvação da humanidade, o reconhecimento do povo a seu papel de fundamental importância e o desejo de que, imitando Maria, possamos tornar nosso coração mais parecido com o de Jesus.
É também o mês das Mães: mulheres feito dom para que a vida possa surgir. Oferta de si em favor do próximo. Santuários de vida e do amor. Todas as mães podem buscar na figura de Maria o amor, a força e a dedicação para edificarem seus lares sobre o alicerce da fé e da justiça. Parabéns!


SOLENIDADES


Ascensão do Senhor: 12/05/2013 - O Papa São Leão Magno no Sermão I, sobre a ascensão afirmou: ‘‘Estes dias diletíssimos, que transcorreram entre a Ressurreição do Senhor e a sua Ascensão, não se passaram na ociosidade; mas, neles foram confirmados grandes sacramentos e revelados grandes Mistérios. Nestes dias foi abolido o medo da fúria da morte, e foi declarada a imortalidade não só da alma, mas também do corpo.''

Pentecostes: 19/05/2013 - ‘‘O Espírito do Senhor o universo todo encheu: Vinde todos, adoremos! Aleluia.’’ Cinquenta dias após a Ressurreição do Senhor a Igreja esta reunida nas comunidades no dia intitulado dia do Senhor,  e é o mesmo Espírito Santo que os reúne. O Cristo ressuscitado está presente, na força do seu Espírito, comunicando o grande dom que a sua Páscoa nos trouxe, o dom da paz. O Espírito Santo nos faz conhecer o verdadeiro Deus. ‘‘O Mistério de Pentecostes’’, mostra que ‘‘desde o nascimento da Igreja, é Ele quem dá a todos os povos o conhecimento do verdadeiro Deus.’’ 
A Forania São José de Ituiutaba, decidiu nesse ano realizar o Pentecostes nas Paróquia da Cidade e, em 2014 novamente no Ginásio Romão, alternando anualmente.

Santíssima Trindade: 26/05/2013 - Esta é uma festa que visa nos recordar na celebração da nossa Páscoa Semanal, uma verdade da nossa fé. Vejamos o que ensina Santo Atanásio, Bispo do século IV: ‘‘Não devemos perder de vista a tradição, a doutrina e a fé da Igreja Católica, tal como o Senhor ensinou, tal como os apóstolos pregaram e os Santos Padres transmitiram. De fato, a tradição constitui o alicerce da Igreja, e todo aquele que dela se afasta, deixa de ser cristão e não merece mais usar este nome. Ora, a nossa fé é esta: cremos na Trindade Santa e perfeita, que é o Pai, o Filho e o Espírito Santo.’’

Corpus Christi: 30/05/2013 - É a solene celebração da instituição da Eucaristia e da nossa fé na presença real de Cristo, realizada na quinta-feira após a comemoração da Santíssima Trindade. É uma celebração de preceito ou seja, dia Santo de Guarda para todos os católicos que, com seus legítimos pastores saem pelas ruas de suas cidades, testemunhando, publicamente, a sua fé e adoração ao Cristo presente nas espécies consagradas do Pão e do Vinho, transubstanciados em cada Santa Missa. A festa tem sua origem no século XIII e foi instituída pelo Papa Urbano IV em 1264. É a grande festa do corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo na Eucaristia. É a afirmação da presença de Cristo inteiramente na Santa Hóstia, alimento da fé, sacramento da comunhão.


Dom Francisco Carlos da Silva
Bispo Diocesano